Tudo o que você precisa saber sobre tipos de rejunte

Ao pensamos no tipo de rejunte que iremos usar é importante levar em consideração qual o impacto visual que ele terá na decoração, qual o modelo ideal para cada área do imóvel, limpeza e o custo-benefício do produto.

Mas para chegar a isso, ainda é necessário saber qual a sua função, os tipos existentes no mercado e como aplicá-los da maneira correta e nesse artigo da Blink Reformei iremos explicar tudo o que você precisa saber sobre isso. Então acompanhe a leitura até o final e não perca nenhuma dica.

Para que serve e quais são os principais tipos de rejunte do mercado?

Se você em algum momento já se perguntou qual a função do rejunte? A resposta é simples: dar acabamento, vedar, proteger contra umidade e garantir que as peças do revestimento não se soltem.

No mercado podemos afirmar que esse material está dividido em três tipos principais, os quais possuem uma grande variedade de aplicações.

São eles:

Cimentício

Feito com cimento, areia fina, polímeros, pigmentos inorgânicos e aditivos é o tipo mais popular devido ao preço acessível. Além disso ele é extremamente versátil, podendo ser aplicado em todos os modelos de pisos e revestimentos e áreas do seu imóvel, secas e molhadas.

Essa linha possui uma infinidade de subtipos, como rejuntes coloridos para cerâmica, que imitam madeira, pedras, para piscinas, porcelanato, mármore, granito, entre outros;

Resina epóxi

Pensados para áreas molhadas, como piscinas, calçada e fachadas, esse produto possui grande resistência química e mecânica, o que o torna impermeável, evitando que a sujeira grude e proporcionando uma superfície mais lisa e de fácil manutenção.

Apesar do preço mais elevado, o rejunte de resina epóxi torna a limpeza diária mais simples e protege as áreas contra fungos e bactérias;

Acrílico

Composto por uma resina acrílica, cimento, agregados minerais, aditivos, polímeros e pigmentos, esse tipo de rejunte também proporciona impermeabilidade e proteção contra fungos e bactérias, não podendo ser utilizado em fachadas e interior das piscinas.

Porém, além do preço um pouco mais acessível que a resina epóxi, o rejunte acrílico eleva a qualidade do acabamento dos revestimentos e ainda possui uma grande variedade de opções, podendo ser aplicado em pisos frios como: porcelanato, cerâmicas e pedras;

De modo geral, os rejuntes podem ser diferenciados pela estética que proporcionam ao acabamento, pela dificuldade de aplicação, facilidade na limpeza da superfície e claro, o preço.

E você quer saber qual o melhor tipo de rejunte para aplicar no seu imóvel? É simples! Ente em contato conosco e fale com os especialistas da Blink Reformei e continue acompanhando nosso blog para mais dicas sobre esse e outros assuntos.

Deixe uma resposta